Projeto “Sistematização de experiências”: construção e socialização de conhecimentos – o protagonismo dos Núcleos e Rede de Núcleos de Estudos em Agroecologia das universidades públicas brasileiras

O “Círculo de Cultura”, de Paulo Freire, é uma das principais metodologias utilizadas pelo Projeto – Oficina de Sistematização Pós IX CBA Foto: Unitas Agroecológica

” (…) Sobre a sistematização de experiências concluímos que devemos ser coerentes com seu sentido de fundo: não se trata tanto de olhar para trás, para nos apropriarmos do ocorrido no passado, mas, principalmente, para retirar da experiência vivida os elementos críticos que nos permitam dirigir melhor nossa ação para fazê-la transformadora, tanto da realidade que nos rodeia, como de nós mesmos como pessoas. Isto é: sistematizar as experiências para construir novos saberes, sensibilidades e capacidades, que nos permita apropriarmos-nos do futuro” Oscar Jara (2013)

 

O que é?

O projeto “Sistematização de experiências: construção e socialização de conhecimentos – o protagonismo dos Núcleos e Rede de Núcleos de Estudos em Agroecologia das universidades públicas brasileiras” é uma iniciativa nacional proposta pela Associação Brasileira de Agroecologia (ABA-Agroecologia) que tem como objetivo fortalecer processos de construção participativa e socialização de conhecimentos agroecológicos.

Com duração prevista de 24 meses, o projeto teve início em setembro de 2015 e tem previsão de término em outubro de 2017, sendo apoiado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e pelo CNPq.

Quais são seus objetivos?

O projeto tem como objetivo principal analisar as práticas de construção do conhecimento agroecológico dos Núcleos (NEAs) e Redes de Núcleos (R-NEAs) de Estudos em Agroecologia vinculados à Chamada MCTI/MAPA/MDA/MEC/MPA/CNPq Nº 81/2013, por meio da sistematização participativa de suas experiências, além da formação em Agroecologia, da articulação de instituições e pessoas vinculadas a processos de construção de conhecimento agroecológico e de comunicação.

O desafio é extrair lições que apontem à proposição e reformulação de políticas públicas vinculadas à construção do conhecimento agroecológico, contribuir para o aperfeiçoamento das chamadas públicas de Agroecologia e para o aprimoramento e ampliação da Agroecologia.

IMG_9971

Oficina de Sistematização Pós IX CBA Foto: Unitas Agroecológica

Para a Irene Cardoso, da direção da ABA, “este projeto foi assumido por entendermos que ele irá fortalecer as políticas públicas de construção dos núcleos, compreendidos como uma das novidades metodológicas  recentes na construção da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão. São também estratégicos do ponto de vista da construção política da agroecologia, em especial, por reforçarem a dimensão científica da agroecologia“.

Como é a coordenação?

O projeto está sob a coordenação coletiva de Irene Cardoso (UFV), Ma. Virgínia de A. Aguiar (UFRPE) e Cristhiane Amâncio (Embrapa Agrobiologia), sendo a Universidade Federal de Viçosa a entidade proponente, e envolve toda a direção da ABA-Agroecologia.

Este foi caminho institucional encontrado para viabilizar o projeto, mas o entende-se como um projeto coletivo envolvendo toda a direção. Além dos recursos de custeio, o projeto conta com três bolsas. Uma das bolsas está no acompanhamento e articulação de todas as ações do projeto, e mais duas bolsas, nas modalidades EXP-C e ITI-A, estão alocadas para a articulação da Revista Brasileira de Agroecologia, também uma das metas do projeto.

Quais são as ações principais?

O projeto está organizado em quatro grandes metas que articulam atividades específicas, sendo elas:

As ações serão realizadas presencialmente nas regiões, através dos seminários, reuniões, oficinas e estudos aprofundados, e também prevê os encontros e o compartilhamento virtual de informações e produtos.

Como participar?

Esta proposta é dedicada aos NEAs vinculados à Chamada Pública MCTI/MAPA/MDA/MEC/MPA/CNPq Nº 81/2013 para Seleção pública de propostas de ensino, pesquisa e extensão para construção e socialização de conhecimentos e práticas relacionados à Agroecologia e aos Sistemas Orgânicos de Produção, mas não se restringe a eles.

Núcleos de todas as regiões do país participam da oficina de Sistematização Pós IX CBA Foto: Unitas Agroecológica

O projeto tem abrangência nacional e para dinamizar sua construção, cinco coletivos regionais de sistematização foram definidos. Desses coletivos participam as Redes de Núcleo, os núcleos dos estados, as representações da ABA-Agroecologia nas regiões, integrantes das articulações estaduais de agroecologia e demais parceiros na construção e fortalecimento da agroecologia nos territórios.

Experiências de NEAs e das Redes de NEAs de outras chamadas públicas podem participar do processo conjunto de sistematização e convites serão encaminhados à todos os NEAs cadastrados no CNPq (Chamadas Públicas 38/2014, 39/2014 e 81/2013). A participação dos NEAs no projeto de sistematização é livre e por adesão.

Para iniciar o processo de participação basta sinalizar interesse que, o NEA ou organização parceira, passa a compor o coletivo de sistematização em cada região. O compromisso é a realização das atividades previstas de sistematização envolvendo o envio de materiais produzidos pelo núcleo, a participação no planejamento e na execução dos seminários regionais de sistematização, além das ações de acompanhamento online do projeto.

Contato

O e-mail sistematiza.aba@gmail.com é o principal canal de contato entre a coordenação do projeto e os Núcleos.

Todas as agendas, atividades, ações, seminários, intercâmbios, dias de campo podem ser socializados neste contato para que entrem na sistematização das ações dos NEAs, na agenda da ABA-Agroecologia e para que possamos acompanhar as ações e, na medida do possível, participar das mais estratégicas para cada região.

Abaixo, seguem os contatos dos vice-presidente da ABA para contato com os coletivos regionais de sistematização:

Norte | Romier Sousa: romier.sousa.ifpa@gmail.com

Nordeste | Flávio Duarte: flduarte@hotmail.com

Centro Oeste | Juarez Rodrigues: juarez.marodrigues@gmail.com

Sudeste | Fernando Franco: fernando.agrofloresta@gmail.com

Sul | Ines Burg: inescburg@yahoo.com.br

Sobre a ABA-Agroecologia
Parceiros