Segundo dia do ‘Curso para construção de Caravanas Agroecológicas’ em Belém/PA

No segundo dia do ‘Curso para construção de Caravanas Agroecológicas’, que está acontecendo em Belém – PA, está sendo debatido as formas de como proceder a caravana por meio das “Instalações Artísticas Pedagógicas”, que são espaços metodológicos, criativos e dinamizadores de diálogos e socializações e tem como objetivo provocar os sentidos dos participantes para o tema.

Dentro disso, foram postos no ambiente, elementos que representassem o Pará de forma cultural e a relação do homem com os recursos naturais amazônicos, como o açaí, a castanha do Pará, a farinha de mandioca, o jambú, a representação do rio e a relação do homem com a pesca, a influência indígena e muitos outros.

Para a coordenadora técnica do evento Yolanda Maulaz Elteto, “o curso de preparação para as caravanas Agroecológicas está se conformando como uma experiência única, muito rica e que me surpreendeu em vários aspectos, positivamente. As caravanas que serão realizadas por aqui, assim como a do Tocantins apontam para a ampliação dos laços na construção do conhecimento agroecológico no Brasil”.

A Coordenadora da Unitas Agroecológica Prof. Dra. Conceição Previero que também se faz presente disse: “Nas instalações artísticas pedagógicas com os elementos representativos do Pará foi possível conhecer a pluralidade que compõem os territórios da Amazônia e também vislumbrar a construção das mesmas na culminância da Caravana Tocantinense”.

Lembrando que o curso está sendo ministrado pelo projeto Comboio Agroecológico do Sudeste e eles destacam as seguintes observações importantes para o bom desempenho da caravana:

  • Todas as rotas devem ter pessoas para relatar, fotografar e filmar os momentos chaves, que tem uma importância singular para a produção de múltiplos produtos, resultado desses processos de formação;
  • Alguns acordos de convivência são necessários de serem feitos com todos os participantes, na saída das rotas;
  • Se a pessoa assumiu uma responsabilidade no grupo, deve cumpri-la por quê pode comprometer o desenvolvimento das ações e o bem estar de toda a rota.

Diante disso, vamos seguindo com os conhecimentos e planejamentos para a construção da nossa própria caravana aqui no Tocantins.

Via NEA Unitas Agroecológica

Blog Página Inicial
Tópicos recentes
Tags
Parceiros