Carrossel da Comunicação e da Cultura Popular

Share

Processo de Aprendizagem inspirado no intercâmbio entre diferentes linguagens

Apresentação das propostas de cada estação do carrossel no galpão do Sobrado Cultural Rural (Bom Jardim – RJ) em 2015

“A gente não gostava de explicar as imagens porque explicar afasta as falas da imaginação. A gente sempre queria dar brazão às borboletas. A gente se encostava na tarde como se a tarde fosse um poste. A gente gostava das palavras quando elas perturbavam os sentidos normais da fala”  Trecho do poema “Menino do Mato” de Manoel de Barros

Animar um processo de formação em comunicação popular, tendo a agroecologia, as metodologias participativas da educação popular e a experiência de diferentes linguagens como pontos de partida. Este é o objetivo do processo de formação animado por integrantes do Grupo de Trabalho de Comunicação e Cultura da ABA-Agroecologia, e realizado em parceria com a Fiocruz (Canal Saúde, o OTSS e Presidência de Saúde e Ambiente) e com outros coletivos de comunicação, como o Traços da Gente, o Mídia Crioula e o coletivo de comunicação da ANA – Articulação Nacional de Agroecologia.

A proposta dessa formação é reunir jovens do Território do Mosaico da Bocaina, principalmente, aquelas e aqueles que estão vinculadas/os ao Fórum de Comunidades Tradicionais de Angra, Paraty e Ubatuba em uma imersão criativa de troca de experiências e intercâmbios que valorizem a autonomia dos e das jovens do campo e da cidade na cobertura colaborativa de encontros, seminários e eventos, tendo a cultura popular e suas várias linguagens como força impulsora.

Oficina de Fotografia/Olhar realizada em março de 2015 com os parceiros do Ponto de Cultura Rural e do Projeto Comboio Sudeste

Essa imersão, agendada para os dias 13 e 14 de outubro, acontece como etapa preparatória para o I Encontro Diálogos e Convergências: Saúde e Agroecologia que será realizado pela Fiocruz (em parceria com a ABA-Agroecologia e a ANA), logo em seguida, em novembro do Quilombo do Campinho e busca valorizar as habilidades e as capacidades que já existem no território tendo como horizonte, o fortalecimento de uma rede/coletivo local que colabore com os registros do encontro e prossiga animando outros processos coletivos vinculados a cultura e a comunicação na região.

A ideia do Carrossel de Linguagens nasce em março de 2015, quando é realizado, pela primeira vez no Ponto de Cultura Rural de Santo Antônio (Bom Jardim – RJ), essa formação integrada envolvendo um Cardápio de Linguagens de comunicação e cultura adaptado à realidade e demandas locais. Nessa edição de Paraty, o tema gerador são os múltiplos encontros entre saúde e agroecologia e a atividade, além das juventudes do território, também abre vagas para redes, movimentos e iniciativas parceiras e inspiradoras.

Como inspirações metodológicas desse processo metodológico, estão as conexões entre a Arte, a Cultura, a Ancestralidade e a Comunicação, os exercícios práticos para desenvolvimento das habilidades (a partir das realidades e desafios concretos e conectados às experiências de agroecologia), o intercâmbio com comunidades nos territórios, rurais ou urbanas, a mobilização de comunicadoras/es populares parceiras/os e o desenvolvimento de atividades inspiradas nos saberes, resistências, denúncias e anúncios territoriais.

As linguagens indicadas para cada Carrossel (Facilitação Gráfica, Fotografia, Audiovisual, Escrita Criativa, Produção Cultural, Rádio, Dança, Design Gráfico, Teatro, Música e muitas outras) podem ser reduzidas, ampliadas e reajustadas de acordo com cada território, realidade ou demanda. Espera-se que outros Carrosséis possam ser realizados de forma colaborativa e integrada nas várias regiões do ´país, como etapas preparatórias ao XI Congresso Brasileiro de Agroecologia (CBA), previsto para novembro de 2019 em Aracaju (SE).

Oficina de Facilitação Gráfica com Muriel Duarte do Coletivo Traços da Gente

Desde a preparação para o III Encontro Nacional de Agroecologia em Juazeiro (BA), o coletivo formado a partir do Projeto da Rede de Núcleos de Agroecologia do Sudeste, o projeto Comboio Sudeste, reúne profissionais de diferentes áreas da comunicação, da cultura e da educação popular dos estados do RJ, SP, MG e ES. Inicialmente, pensado para garantir a cobertura das 5 Caravanas do Projeto Comboio, parte do Coletivo hoje compõe o GT de Cultura e Comunicação da ABA que segue tecendo parcerias e contatos com outros grupos e movimentos, realizando diferentes atividades pelo Brasil afora. Entre as principais atividades realizadas em parceria com muitas organizações, redes e movimentos, estão: 

  • Cobertura Colaborativa III ENA
  • Oficina de Comunicação Popular do Sudeste (Projeto Comboio Agroecológico – CNPq/UFV/UFRRJ)
  • Coberturas Colaborativas das Caravanas Agroecológicas e Culturais (Espírito Santo, Rio de Janeiro, Rio Doce, São Paulo, Regional Centro Oeste, Regional do Pará)
  • Projeto de Sistematização de Experiências dos Núcleos de Agroecologia (comunicação e metodologias participativas – CNPq/UFV/UFRRJ/UFRPE)
  • II Seminário Nacional de Educação em Agroecologia
  • Intervenções artístico culturais e de comunicação do I Encontro Nacional dos Núcleos de Agroecologia (CNPq/UFV/UFRRJ/UFRPE)
  • Cobertura Colaborativa e Produção Cultural IV ENA

Para saber mais sobre o Carrossel de Paraty: Thainara Lima (thainara.souzalima@gmail.com) ou Nati (natalia.almsouza@gmail.com)

Confira mais fotos da primeira versão do Carrossel em Santo Antônio, RJ em 2015!

  0 COMENTÁRIOS
Blog News notícias Página Inicial Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Parceiros: