Agroecologia em Rede lança plataforma de consulta com informações sobre agroecologia no Brasil

Mais de 3 mil experiências em agroecologia no Brasil e em outros países da América Latina estão sistematizadas e cadastradas na plataforma “Agroecologia em Rede”, uma ferramenta virtual de Ecologia de Saberes a serviço da construção do movimento agroecológico. Na plataforma, estruturada a partir de tecnologias da informação em software livre, estão registradas experiências de agricultoras e de agricultores, seus relatos de vida, as memórias de projetos e organizações, entre outras informações sobre os movimentos pulsantes da agroecologia em diferentes territórios e temporalidades.

O processo de reestruturação da plataforma, iniciado em 2018 por meio de uma Cooperação Técnica com a Fiocruz, culmina hoje no lançamento de um sistema de consulta aprimorado da base de dados do AeR. Com as novas funcionalidades lançadas hoje, é possível navegar pelos cadastros realizados desde os anos 2000 de três formas diferentes: por meio do mapa interativo, da listagem completa dos cadastros e dos panoramas, esquemas gráficos que possibilitam um olhar amplo e completo da potência da agroecologia no Brasil. Além disso, o novo sistema de consulta possibilita a pesquisa por meio de diversos filtros, podendo visualizar as experiências por identidade dos sujeitos envolvidos, pela abrangência territorial, pela data em que foi cadastrada na plataforma, pelos temas relacionados à agroecologia e muito mais! Agora, ficou muito mais fácil, dinâmico e completo a busca por informações e a possibilidade de ampliar ainda mais a construção coletiva do conhecimento agroecológico.

Ao longo de 20 anos de existência, o Agroecologia em Rede (AeR) foi construído por muitas mãos, em diferentes tempos históricos e lógicas diversas de mapeamento e sistematização. Por isso, a reestruturação organizacional e metodológica iniciada em 2018, culmina hoje em uma grande potência para o movimento agroecológico, firmemente enraizado na atuação da Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) e da Associação Brasileira de Agroecologia (ABA).

Crédito da foto: Acervo AeR

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.